terça-feira, 5 de novembro de 2013

Talvez exista algo aqui dentro



Eu to com essa sensação desde o primeiro "oi", não sei de onde ou como surgiu, sei que ta lá, um algo que é tão insignificante quanto aquelas formiguinhas que não nos "mordem", mas eu sei que tá lá.

É meio estranho isso, porque geralmente á fagulho de alguma coisa inconscientemente eu já crio expectativas, imagino situações, fotos, futuras postagens no Facebook, frases, textos... mas com o tempo, o fogaréu vira fogo de palha, e se apaga, sem magoa, sem rancor ou decepção, era só algo que estava ali e não está mais. Simples assim.

Dessa vez sinto os mesmos sintomas, as mesmas expectativas, e pra falar a verdade? Não faço a mínima questão de fugir delas, porque eu não sou o tipo de pessoa que tenta mentir pra si mesma, mas, eu sei, que dessa vez será diferente, eu sei porque é você, e isso por si só já modifica tudo.

Pode ser seu sorriso que ainda não tive a chance de ver mais perto, pode ser seu jeito de falar, de mover as mãos, suas manias, seu jeito fofo, sua timidez... Pode ser tudo isso e mais um pouco, porque esse algo aqui dentro é velho e bem familiar, mas a razão dele é nova e me encanta, me encanta de uma forma que me assusta.

Mas é um risco que corro de sorriso aberto.

 

Um comentário:

  1. Que texto lindo! Adorei *-*
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir